ABRADISTI – Novas tecnologias mantém potencial de expansão do setor

Mariano Gordinho, presidente-executivo da Associação Brasileira da Distribuição de Tecnologia da Informação – Abradisti

O ano de 2019 começou com muitas expectativas em função do novo governo. Nos primeiros meses, era complexo imaginar que as mudanças estruturais necessárias para o crescimento mais robusto da economia conseguissem ser implementadas. Porém, particularmente na área econômica, o governo parece demonstrar interesse real em mudanças.

A atitude tem tornado o ambiente de negócios mais otimista. Por isso consideramos que foi um ano positivo para toda a cadeia de fornecimento de tecnologia da informação, que cresceu. A reforma da Previdência, provavelmente, foi o principal avanço de 2019.

Para 2020, o mercado mantém grande potencial de expansão com novas tecnologias ocupando lugar de destaque no dia a dia dos negócios, como computação em nuvem, inteligência artificial e 5G. Tudo isso deve impulsionar o setor, com chances reais de incremento muito próximo de dois dígitos.

Alcançar números tão promissores depende da reforma tributária que tramita no Congresso e é objeto constante de estudo do grupo fiscal e tributário da Abradisti. É uma das medidas mais esperadas, assim como a desregulamentação e desburocratização no comércio exterior e mercado interno.

É preciso cumprir com obrigações e estar conectado com os temas que impactam diretamente o setor de tecnologia da informação. Vale ressaltar o tópico Acordo Setorial de Logística Reversa de Eletroeletrônicos, assinado no último trimestre de 2019. É chegada a hora, também, daLei Geral de Proteção de Dados (LGPD), prevista para entrar em vigor em agosto. Mesmo com esses desafios, é grande o otimismo para 2020. 

Fonte: Revista Eletrolar News ed. 135

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários