Luiza Helena: “Ser digital não é um software ou aplicativo, mas uma maneira de agir e pensar.”

Uma das mulheres mais importantes do País, a empresária, presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, é reconhecida pelo ar de modernidade que deu à rede que leva seu nome e uma das primeiras a atuar no conceito omnichannel. Luiza Helena Trajano começou cedo o contato com o varejo, no balcão da loja fundada por sua tia, que vendia eletrodomésticos e móveis na década de 1950. Em 1991, por indicação da tia, assumiu o controle da empresa, que hoje tem mais de 1.150 lojas em 18 estados brasileiros.

Nesta entrevista exclusiva para a Revista Eletrolar News, ela fala da transformação digital da rede e de sua postura, sempre acreditando que o melhor virá. “Otimismo não é ficar parado esperando algo acontecer, e sim trabalhar para que o melhor aconteça. E é justamente neste sentido de ação, de fazer acontecer, que estão saindo as maiores lições para o varejo.” A matéria completa estará na edição nº 137 da revista.

” Sempre entendemos o negócio como um só, com o físico e o digital unidos.”

Durante a pandemia, a rede teve iniciativas importantes, destaca Luiza Helena.  “Diversas medidas foram realizadas para preservar a saúde da equipe, e várias outras para ajudar os pequenos e microempresários, como a abertura de nossa plataforma rapidamente para que eles vendessem seus produtos, pois a grande maioria não tinha venda online, e isso possibilitou que eles continuassem vendendo por meio de nosso site.”

O Projeto Parceiro Magalu, que tem mais de 160 mil trabalhadores autônomos vendendo produtos da rede e de 15 mil empresas foi criado para possibilitar àqueles que não tinham nenhuma forma de atuação online vender seus produtos pela internet. A empresa rapidamente abriu sua plataforma e teve uma adesão gigantesca. As taxas iniciais foram pequenas para auxiliar em um momento difícil e muitos aderiram até para aprender a vender digitalmente.

Na transformação digital, a rede saiu primeiro, conta Luiza. “No começo da década de 1990, criamos as Lojas Eletrônicas, pois o termo virtual ainda não existia, e isso muito antes da internet. Depois, fomos pioneiros no site e em muitas outras ações que levaram o Magazine Luiza ter uma cultura da inovação, fazendo com que o digital estivesse presente e em constante aperfeiçoamento durante toda a nossa história. Sempre entendemos o negócio como um só, com o físico e o digital unidos, e também que o digital não é um software ou aplicativo, mas uma maneira de agir e pensar.”

Reconhecida também por seu otimismo, Luiza Helena tem um recado para o varejo. “Esta fase vai passar. Estamos enfrentando dificuldades imensas, especialmente os micro e pequenos empresários. Quem ainda não estava atento para a digitalização deve entender que este já era um caminho sem volta, mas agora está mais importante ainda, e não dá para pensar em uma empresa que não pense no coletivo.”

Você poderá conferir a entrevista completa na Edição 137 da Revista Eletrolar News. Em breve.

Clique aqui e receba a edição da Revista Eletrolar News por e-mail em primeira mão.

Por Leda Cavalcante

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários