Mercado de games deve movimentar mais de US$ 1 bi em 2021

Estudos da PwC apontam expansão da indústria de jogos no Brasil, além de avanços no OTT e consumo digital no País

A pandemia nos últimos anos teve consequências negativas na maior parte dos segmentos da indústria. No entanto, para mídia e entretenimento impulsionou tendências que já vinham em crescimento, como o consumo de conteúdo digitais e o mercado de games.

Esses são alguns dos dados extraídos da 22ª edição da Pesquisa Global de Mídia e Entretenimento, divulgada recentemente pela PwC. Segundo o estudo, a indústria de mídia e entretenimento no Brasil deve crescer 4,7% ao ano, em média, até 2025.

Daqui a quatro anos, o segmento deve alcançar o valor de US$ 38 bilhões no País. Nesse montante estão compreendidos todos os gastos das pessoas com acesso à internet, entretenimento (assinaturas de serviços OTTs, consumo de música, shows, cinema, etc), consumo de jornais e revistas, games e, também, o investimento dos anunciantes tanto em publicidade tradicional quanto na digital.

“O ano de 2021 ainda é de recuperação e os próximos tendem a ser de crescimento, com o setor voltando a se aproximar do que era em 2019 já em 2022. Em 2021, o segmento, como um todo, deve movimentar uma quantia de US$ 29,8 bilhões no Brasil e a maior parte disso, mais de US$ 22,4 bilhões, corresponde ao consumo de mídia e entretenimento. Desse montante, cerca de US$ 16,6 bilhões são direcionados ao digital, ou seja, são os consumidores investindo em internet banda larga, em serviços de OTT e em outros tipos de entretenimento e consumo no ambiente digital”, explica Ricardo Queiroz, sócio da PwC Brasil.

O setor de jogos eletrônicos, que já vem se mostrando com um dos mais promissores, em âmbito global, nos últimos anos, tende a atrair ainda mais interesses das pessoas.

Fonte: Meio & Mensagem

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários