ELETROLAR SHOW – Novos espaços criativos para fazer mais negócios

Maior e melhor: assim é a 15ª edição da feira, que terá ambientes especiais como Casa Conectada, Arena Gamer e Mobilidade Urbana, além de um painel sobre e-commerce e marketplace, com os principais players do mercado, e um debate sobre logística reversa.

A mais importante feira de negócios do mercado latino-americano, que reúne as categorias de eletroeletrônicos, eletrodomésticos, eletroportáteis, telefonia, TI, UD, bem-estar e serviços, está muito maior este ano. A 15ª Eletrolar Show ocupará toda a área do Transamerica Expo Center, 36 mil m², no período de 13 a 16 de julho, quando serão apresentadas as novidades e as mais recentes tecnologias dos produtos desses segmentos. Com o espaço muito maior, a feira receberá novas categorias de produtos e canais de venda.

“A feira acompanha a evolução dos negócios, da tecnologia e dos produtos, atende diferentes mercados e abre novas oportunidades às empresas.”

Carlos Clur, presidente do Grupo Eletrolar

Há 15 anos, a Eletrolar Show incentiva as relações comerciais entre a indústria e o varejo, a formação de parcerias e a geração de negócios, nos mercados interno e externo. “A feira acompanha a evolução dos negócios, da tecnologia e dos produtos, atende diferentes mercados e abre novas oportunidades às empresas. Produtos para a casa conectada, com inteligência artificial, gamers e de mobilidade são alguns exemplos da diversificação. Este ano, haverá, também, um painel sobre e-commerce e marketplace, com a participação dos principais players do mercado”, conta Carlos Clur, presidente do Grupo Eletrolar, organizador da feira.

Em 2020, entre os expositores, estão Atlas Eletrodomésticos, Mondial Eletrodomésticos, Caloi, Oster e Cadence, Elgin, Ventisol, Gree do Brasil, Track & Bikes, Geonav, Elsys, BedinSat, Sumexr, Customic, Aukey, Lenoxx, X-Trad, Beurer, LeLong, Lehmox, Nova Digital, Altomex, Coletek, Gorila Shield, NeWex, Someco, Baseus, i2GO, Hrebos, iWill, Mox | Dotcell, Fancy, Atlas Security, Gedaite, Devia, Summerland, Fam, HPrime, Yeeko, Briggs & Stratton, Duinb, Maxxi House, EDS, Belato, Core-SP, X-ONE, Nacional Smart, Fox Indústria, Foxtime, Ícone-One, TS Shara, Tenda, Yes Certificações, KM Cargo, Evolut, Servimatic, Twinovo International, Banco Semear, Unibell, EKS, Game Sir e Huainvo.

Criatividade em novos setores

Levando em consideração a otimização de investimentos e a busca de caminhos que levem a bons negócios, a Eletrolar Show criou novos espaços este ano para oferecer oportunidades mais abrangentes de expansão para as categorias de produtos. Principal ponto de encontro entre a indústria e o varejo do Brasil e da América do Sul, a feira é uma alternativa positiva e acessível para captar novos clientes e parceiros. Este ano, apresentará mais de 700 marcas e 10 mil produtos para 29 mil qualificados executivos de compras que respondem por 30 mil pontos de venda em todo o Brasil.

Principal ponto de encontro entre a indústria e o varejo do Brasil e da América do Sul, a feira é uma alternativa positiva e acessível para captar novos clientes e parceiros.

Casa Conectada

Produtos que tornam uma casa inteligente são tendência em 2020. No Brasil, pesquisa mostra que 80% dos consumidores têm interesse em produtos que se conectam. O segmento de IoT, por sua vez, se prepara para movimentar, em termos globais, US$ 735 bilhões, com potencial de ultrapassar US$ 1 trilhão em 2022.

Em uma área de 200 m², na feira, serão reproduzidos os ambientes de uma casa com produtos que se conectam. É uma experiência inovadora na exposição de produtos, que terão maior visibilidade comercial, com destaque para os seus benefícios.

Dentro de alguns anos, com a tecnologia cada vez mais amigável, os dispositivos inteligentes serão tão populares como os smartphones. O mercado é novo, mas muito promissor. O Google Assistente e a Alexia, em português, também vão impulsionar as vendas.

Arena Gamer

Experiência é tudo. A partir dessa premissa, a Eletrolar oferece, em 2020, uma imersão no universo dos games, com conteúdo e experimentação em um espaço exclusivo. Nele, os varejistas terão todas as informações para fazer melhores negócios com os produtos do segmento.

A Arena Gamer será dividida em duas partes, uma para a exposição de produtos e outra, com auditório, para sediar palestras de influenciadores, especialistas e gamers. Estes, junto com as marcas expositoras, se encarregarão da agenda de palestras.

No Brasil, até 2020, o mercado gamer deve crescer cerca de 5,3%, com faturamento estimado de US$ 1,756 bilhão. Apenas com jogos de celulares o faturamento deverá chegar a US$ 878 milhões. Globalmente, o mercado deverá chegar a US$ 2,4 trilhões em 2022.

Arena de mobilidade

No momento em que muito se discute a mobilidade nas grandes cidades, a Eletrolar Show cria uma área com ambientação urbana e de lazer, onde expositores apresentarão seus produtos, que poderão ser testados pelos visitantes. Novas oportunidades de negócios se abrem com a iniciativa.

Meio de transporte e lazer adequado aos dias atuais, a bicicleta, por exemplo, está presente no dia a dia das grandes cidades brasileiras e de vários outros países. Sua utilização está cada vez mais disseminada, o que contribui para a sustentabilidade e diminuição da poluição.

Em 2019, foram produzidas em Manaus (AM) quase 920 mil unidades, conforme dados da Abraciclo, número 18,9% maior que o registrado em 2018. A expectativa do mercado é que a venda de bicicletas aumente este ano em todo o Brasil.

Logística reversa

Um debate sobre logística reversa será realizado no auditório da feira, numa iniciativa da Eletrolar Show e da Green Eletron, no dia 15 de julho, às 17 horas. A entrada é gratuita. Em pauta, a aplicação da Lei 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos e o Acordo Setorial para Logística Reversa de Eletroeletrônicos, ratificado com o decreto assinado em fevereiro último.

No evento, também será abordada a forma como a indústria e o varejo de eletroeletrônicos devem se preparar para a coleta e destinação correta dos eletroeletrônicos, pilhas e baterias portáteis, o posicionamento do governo e as ações em andamento. Participarão especialistas e secretários estaduais do meio ambiente.

A oportunidade é ideal para a troca de ideias e de experiências sobre o tema, embora ainda não haja definição de regras e metas para o setor eletroeletrônico. Mesmo assim, muitas empresas já se adiantaram e aderiram à Green Eletron, entidade gestora, sem fins lucrativos, fundada em 2016 pela Abinee. Com isso, colaboram para melhorar os números do Brasil, que hoje produz 1,5 milhão de toneladas/ano e recicla só 3%.

Fonte: Revista Eletrolar News ed. 135

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários