SUFRAMA: Dados reforçam relevância do setor eletroeletrônico na ZFM

Superintendência da Zona Franca de Manaus

Algacir Polsin, superintendente da Suframa

Mesmo com as dificuldades enfrentadas pelo setor produtivo brasileiro em decorrência da pandemia, os segmentos de eletroeletrônicos e de bens de informática do Polo Industrial de Manaus (PIM) mantiveram desempenho positivo e trouxeram estabilidade para a indústria nele instalada.

Dados divulgados pela Suframa, relativos ao período de janeiro a agosto deste ano, mostram que o segmento de eletroeletrônicos faturou R$ 17,49 bilhões e cresceu 0,50% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto o setor de bens de informática teve resultado ainda mais expressivo: faturamento de R$ 18,24 bilhões e crescimento de 18,29% no mesmo período comparativo.

Dados divulgados pela Suframa, relativos ao período de janeiro a agosto deste ano, mostram que o segmento de eletroeletrônicos faturou R$ 17,49 bilhões.

O governo federal tem empreendido medidas de melhoria do ambiente de negócios, que visam fortalecer a economia e a indústria brasileira de forma geral. Vale destacar que o Conselho de Administração da Suframa realizou, na pandemia, quatro reuniões por meio de videoconferência, aprovando 100 projetos industriais e de serviços, que representam cerca de R$ 3,3 bilhões em novos investimentos, com uma estimativa de geração de cerca de 5.320 empregos.

Essas informações ajudam a manter projeções positivas e a reforçar ainda mais o trabalho da entidade. É preciso continuar atuando firme, buscando diversificar a economia local e intensificar ações de promoção comercial e de atração de investimentos, o que poderá ser decisivo para o cumprimento da missão da Suframa: viabilizar melhores condições para o desenvolvimento regional socioeconômico e sustentável e a redução de desigualdades.

Fonte: Revista Eletrolar News ed. 139

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários