TENTATIVAS DE FRAUDE NO E-COMMERCE CAÍRAM EM 2020

Estudo Raio-X da Fraude mostra dias e horários em que criminosos costumam agir, além de dispositivos e sistemas operacionais usados

A taxa de tentativas de fraude no comércio eletrônico brasileiro diminuiu entre 2019 e 2020, passando de 2,52% para 2,07%, de acordo com o Raio-x da Fraude, relatório elaborado pela Konduto a partir da análise de 244 milhões de pedidos que foram computados pelos sistemas da empresa entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do ano passado.

“O ano de 2020 foi atípico. As pessoas tiveram que realizar as compras pela internet e isso aumentou significativamente o faturamento do e-commerce. O fato do número de fraudes caído, mesmo com o aumento de compras pela internet, mostra que as tecnologias antifraude estão mais eficientes”, comenta, Tom Canabarro, CEO e cofundador da Konduto.

A previsão do Raio-x do ano passado de que os fraudadores estavam migrando para o mobile se confirmou neste levantamento. Pela primeira vez, as tentativas de fraudes realizadas por dispositivos móveis foram maiores do que as feitas por desktop.

Em 2019, o número de pedidos ilegítimos no mobile era de 47% e em 2020, esse número subiu para 62,04%, ultrapassando o dos computadores que foi de 37,96%. Entre os sistemas operacionais mais utilizados estão: Android (43,87%), Windows (35,02%) e iOS (18,17%).

O estudo também aborda o comportamento dos fraudadores no ambiente on-line. De acordo com o estudo, os golpistas trabalham mais nos horários comerciais e realizam mais transações em dias de semana. O período com maior índice de pedidos ilegítimos ocorreu entre às 12h e 17h50 com 37,12%, seguido do das 18h às 23h59 com 34,64% e cai drasticamente nos finais de semana e madrugadas. Às quartas-feiras são os dias em que os fraudadores agem com maior frequência.

O Raio-X da Fraude pode ser acessado gratuitamente no link.

Fonte: IT Fórum

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários