ARTIGO ABRADISTI

Associação Brasileira da Distribuição de Tecnologia da Informação (Abradisti)

SETOR DE DISTRIBUIÇÃO REINVENTA O SEU PAPEL

Mariano Gordinho, presidente-executivo

Os resultados do 10º Censo de Revendas, apresentados no 11º Encontro Anual da Abradisti, realizado em julho, mostraram o quanto o setor de distribuição reinventou o seu papel e os negócios. Há uma transformação digital no Brasil, e cabe a nós trabalhar para sermos uma plataforma de orientação e de abertura de caminhos.

A tecnologia foi a grande protagonista durante a pandemia, conforme o Censo. Ela levou alguns produtos a ganharem mercado e outros a perderam, o que motivou o setor a se readequar. Valeu a pena. O resultado positivo de 2020 aponta bons números para 2021. A expectativa é que o faturamento dos distribuidores de TIC cresça na ordem de 16%.

Realizado com a IT Data, o Censo mapeou os canais de vendas do setor em todo o País. Hoje, os distribuidores de TI empregam 10.100 funcionários, incluindo os terceirizados. Em 2020, o crescimento foi de 4% sobre 2019. A participação dos nossos associados é de 80% no faturamento dos distribuidores de TI. O estudo setorial também analisou o segmento de TIC, que cresceu 13% em 2020.

Os distribuidores de TIC no Brasil acusaram um faturamento de R$ 24,7 bilhões em 2020. Em 2019, o número foi de R$ 21,9 bilhões. Para os distribuidores de TI, sem considerar comunicação, o percentual de crescimento foi maior (23%): em 2020, o faturamento foi de R$ 17,2 bilhões e, em 2019, de R$ 14 bilhões. Os distribuidores associados à Abradisti estão otimistas em relação à evolução do faturamento e preveem a soma de R$ 20 bilhões em 2021.

Fonte: Revista Eletrolar News #143

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários