VACINAÇÃO E A CONFIANÇA NO FUTURO

ELETROS - Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos

José Jorge do Nascimento Jr.,
Presidente

Ainda que haja intercorrências e atrasos na vacinação, a compra de mais de 560 milhões de doses pelo Ministério da Saúde é uma boa notícia e indica que o país está unificado no entendimento de que esse é o caminho para superarmos a crise sanitária.

Por isso, devemos olhar para o futuro com confiança. Ainda no segundo semestre, considerando as previsões mais pessimistas, poderemos ter mais de 50% da população vacinada e, no primeiro trimestre de 2022, deveremos ter a totalização. Se esse cenário se confirmar de fato, nos concentraremos com mais foco na retomada da economia.

Enquanto isso, cabe a nós, da indústria, indicar ao poder público que estamos no mesmo contexto e que, juntos, poderemos avançar de forma mais rápida e efetiva. As medidas de estímulo à economia, como o auxílio emergencial, assim como os programas para preservação dos empregos, são fundamentais agora. É importante avançar nas agendas estruturantes, que se busquem a simplificação e, se possível, a redução da carga tributária, mas sem deixar de lado as políticas de desenvolvimento regionais.

Apesar de um momento econômico um pouco mais desafiador, o fator positivo surpresa, que no ano passado foi o auxílio emergencial, talvez agora, em 2021, seja a vacina.

Desse modo, esse conjunto de iniciativas aliadas à vacinação nos levará para um outro patamar, e, assim, daremos conta do recado de cumprir a previsão de crescimento do PIB, que é de 3,5%, ou até mesmo ir além disso.

Revista Eletrolar News 142
eletrolar.com

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários