Grandes empresas do Brasil optam por adotar energia solar

Fabricante de rastreadores solares no Brasil, a STI Norland é a fornecedora dos trackers da maioria das usinas solares da GreenYellow.

Grandes nomes do mercado brasileiro, como Magazine Luiza, Claro, Via Varejo e Oi resolveram adotar a energia solar fotovoltaica como grande parte de sua geração de energia. O movimento tem ganhado muitos adeptos, pois essa fonte de energia renovável tem se mostrado vantajosa no custo-benefício. A STI Norland Brasil, fabricante de rastreadores solares de eixo único e estruturas fixas, está presente com seus produtos em 17 usinas solares da GreenYellow, que são utilizadas por essas varejistas para captação e geração da energia.

“Estamos muito satisfeitos em fazermos parte deste grande movimento do mercado, que é o investimento em energia limpa. Não somente por causa da importância dos negócios sustentáveis, mas porque estamos conseguindo colocar em prática a missão da STI Norland no Brasil, que é levar soluções de energia solar fotovoltaica para as principais organizações do País”, afirma Javier Reclusa, CEO da STI Norland Brasil.

Com alguns modelos de trackers, o carro chefe da STI Norland é o tracker STI-H250, dual-row na configuração 1V, que usa tecnologia de ponta da empresa para acompanhar o movimento do sol e absorver a maior quantidade de luz solar possível por dia. O equipamento é o primeiro deste tipo do mercado brasileiro, trazido pela STI Norland, a pioneira no desenvolvimento dessa tecnologia no mundo, diz o comunicado.

Assim como as empresas citadas, outros importantes players do mercado nacional, de vários segmentos, estão cada vez mais procurando implantar medidas de sustentabilidade em seus negócios e se interessando mais pelos benefícios da energia solar. Dados da ABSOLAR – Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica revelam que 39,5% da energia solar consumida no País já fica com o setor de comércio e serviços.

As usinas solares fotovoltaicas são da GreenYellow, que fazem acordos de aluguel de parte dos espaços das usinas para cada empresa. O tamanho dessas usinas pode variar e o limite máximo de capacidade é de 5 MWp. As localizações dessas usinas também variam, pois estão espalhadas por todo o Brasil. Atualmente, a maioria das usinas da GreenYellow com equipamentos da STI Norland está localizada em São Paulo, mas também nos estados de Paraná, Rio de Janeiro, Goiás, Ceará, Mato Grosso e Distrito Federal.

“Um dos diferenciais da GreenYellow no mercado brasileiro de Geração Distribuída é o fato de utilizarmos tecnologia de ponta nos projetos, aproveitando ao máximo os recursos solares locais. A qualidade das soluções da STI Norland representa um fator importante dentro dos sistemas que oferecemos”, ressalta Pierre-Yves Mourgue, CEO da GreenYellow.

Fonte: JB Press House

Foto: Tracker solar da STI Norland/ Divulgação

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários