Bens de Informática impulsionam indústria da ZFM

Alfredo Menezes, superintendente da Suframa

Os indicadores de desempenho do Polo Industrial de Manaus (PIM) referentes ao primeiro semestre de 2019, divulgados pela Suframa, mostram que o PIM está em trajetória ascendente e com perspectivas otimistas para o segundo semestre. Entre janeiro e junho deste ano, não apenas o parque fabril da capital amazonense faturou o montante de R$ 48,48 bilhões – alcançando crescimento de 10,7% na comparação com o mesmo período de 2018 e o seu melhor resultado dos últimos seis anos –, como também registrou ampliação em oito dos seus dez segmentos mais representativos.

Destaque especial, nesse sentido, merece ser dado à categoria de bens de informática do polo eletroeletrônico, terceiro maior setor do PIM em faturamento. Nos seis primeiros meses de 2019, esse segmento – responsável pela produção de telefones celulares, microcomputadores portáteis e tablets, entre outros itens – registrou faturamento de R$ 10,65 bilhões, o que equivale ao crescimento de 20,1% em relação ao mesmo intervalo de 2018.

A Suframa está confiante. Esses números poderão ser ainda melhores nos próximos meses, nesse e em outros segmentos do PIM, tendo em vista, principalmente, os mais de US$ 800 milhões em novos investimentos aprovados pelo conselho de administração da autarquia somente neste ano e as iniciativas empreendidas pelo governo federal de simplificação e melhoria do ambiente de negócios.

Neste momento em que as atenções do mundo estão voltadas para a região, por conta da temática ambiental, estamos convictos de que a Zona Franca de Manaus continua demonstrando seu potencial de geração de negócios e se mostrando como um modelo de desenvolvimento regional capaz de atrair novos investimentos e nichos produtivos e de contribuir ainda mais com a indústria e a economia nacional.

 

Fonte: Revista Eletrolar News ed. 133

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários