Brasil alcança a marca de 6 GW de capacidade instalada de energia solar

E a BYD, empresa de energia limpa, atinge 1,5 GW de módulos comercializados.

No momento em que o Brasil acaba de alcançar a marca de 6 gigawatts (GW), a BYD, empresa de energia limpa, atinge 1,5 GW de módulos comercializados, representando 25% do mercado nacional. Segundo apuração da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica – Absolar, o País passou da 21ª posição para 16ª posição no ranking mundial da fonte solar fotovoltaica. Nos últimos anos, o Brasil tem crescido de forma rápida neste mercado.

A energia solar fotovoltaica é também uma importante fonte de emprego e renda para o Brasil, gerando três vezes mais postos de trabalho do que todas as demais fontes de energia, com 180 mil trabalhadores atuando diretamente nesse mercado.  “Diversos planos de reconstrução das economias pós-Covid pelo mundo apostam na energia solar para criar postos de trabalho e gerar energia limpa”, afirma Adalberto Maluf, diretor de marketing e sustentabilidade da BYD Brasil.

Segundo apuração da Absolar, com base em dados da Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena), o Brasil assumiu a 16ª posição no ranking mundial da fonte solar fotovoltaica. Com isso, o País passar a integrar os TOP 20 países com mais capacidade instalada solar fotovoltaica. Nesta conta estão as grandes usinas centralizadas e os sistemas menores de geração distribuída em comércios, residências etc.

A BYD Energy completou em fevereiro último, três anos da fabricação do primeiro painel solar da sua fábrica no Brasil, localizada em Campinas (SP). A fábrica da BYD de painéis fotovoltaicos produz hoje três tipos de painéis: o Policristalino P6K, o Bifacial MBK e o Monocristalino M6K.

Fonte: Assessoria de imprensa da BYD Brasil – Fayal Comunicação e Eventos

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários