Dia dos Pais – Adegas têm forte apelo no universo masculino

Adequadas para celebrações, as adegas estão em alta. De janeiro a março deste ano, as vendas subiram 8,5% em unidades ante o mesmo período de 2018. Em valor, o aumento foi de 10,4% e em preço, 1,7%, conforme dados da GfK.

Renata Dirickson/Electrolux; André Kliemann/Midea; e Cristiane Clausen/Philco.

Melhor opção para a conservação de vinhos, as adegas vêm ganhando espaço à medida que cresce o interesse do brasileiro pela bebida. O aumento das vendas vem sendo constatado pelas empresas que oferecem esses produtos, caso da Electrolux. “Em 2018, registramos crescimento de 11% das vendas em unidades e de 10% em valores financeiros”, diz a gerente de produto, Renata Dirickson. “De 2017 para 2018, vimos crescimento em torno de 20% nas vendas e prevemos um número ainda maior para este ano”, afirma a diretora-geral da Philco, Cristiane Clausen.

O mercado está em ascensão no País, e a maior procura ainda ocorre no inverno e em datas comemorativas, como o Dia dos Pais. “Em 2018, foram vendidas aproximadamente 70 mil unidades de adegas frente a 67 mil do ano anterior, representando crescimento de 4%. O preço médio foi de R$ 1.090 para R$ 1.022, resultando em um decréscimo de 6% em valor”, relata André Kliemann, gerente de marketing de produto da Midea. Hoje, o Brasil é o 17º consumidor de vinho do mundo e o 14º no ranking mundial de produção, mas o consumo por aqui ainda é baixo, 1,9 litro/ano por habitante.

Antes considerada nicho de mercado, a categoria deixou de lado essa condição e segue numa trajetória positiva junto às classes A e B, principalmente por causa da maior divulgação da bebida. Os comentários e as dicas de especialistas na mídia, a expansão dos clubes de vinhos e a tendência crescente de reunir amigos em casa são fatores que contribuem para aumentar o mercado de adegas. Levantamento da empresa de pesquisas GfK mostra que de janeiro a março deste ano, as vendas em unidades subiram 8,5% ante o mesmo período do ano passado. Em valor, o aumento foi de 10,4% e em preço, 1,7%.

Perfil

O aumento da demanda, atualmente, vem tanto de homens como de mulheres, mas ainda, em sua maioria, o público é masculino, conta o gerente de marketing de produto da Midea. “É possível identificar esse consumidor pela faixa etária, que vai dos 35 aos 50 anos de idade, e classe social A, que realiza uma compra regular e mantém ao menos oito garrafas disponíveis em casa.”

Nos últimos anos, vem mudando o perfil dos compradores de adegas, diz Renata, da Electrolux. “Hoje, o mercado atende desde colecionadores antigos até pessoas que estão começando na arte de degustar a bebida, mudança essa que acontece devido ao aumento do consumo de vinho e pela crescente oferta de produtos diferentes, que abrangem adegas com capacidade para oito e até mais de 30 garrafas.”

Ter uma adega climatizada, em casa ou no escritório, também agrega charme ao ambiente e é garantia de uma experiência muito melhor em termos de manutenção das propriedades e do sabor da bebida. “As pessoas estão mais adeptas do vinho e compram o produto motivadas pelo gosto e pelas facilidades de ter um local para guardar a bebida e poder desfrutá-la na sua temperatura ideal a qualquer momento”, afirma diretora-geral da Philco.

Vendas

O varejo é um importante canal de vendas de adegas, diz Renata, da Electrolux. “O maior volume de vendas provém do varejo físico, que representa 60% ante 40% das vendas online. Para uma base de comparação, a categoria de refrigeradores tem 80% das vendas no varejo físico ante 20% no online – portanto, para o segmento de adegas, esse resultado é muito representativo.” Para ela, uma boa forma de o varejo expor o produto é inseri-lo na decoração, compondo ambientes, como sala e varanda gourmet.

Nas lojas físicas, a exposição do produto, juntamente com a bebida, chama a atenção do consumidor, acrescenta Cristiane, da Philco. “Ele deve estar junto de um vinho para degustação. É uma maneira de o consumidor ter a experiência com o produto e mostrar a sua funcionalidade.” Em vendas, ela acredita que a internet ainda domina no caso das adegas. “Isso ocorre pela facilidade de o consumidor ver as medidas da adega, avaliar o espaço que ele tem e recebê-la em sua casa.”

Para estimular as vendas, um fator importante é ter no portfólio produtos que alcancem as diversas necessidades do consumidor, afirma André, da Midea. “Assim, aquele que está começando a apreciar o consumo de vinhos pode optar por um modelo de 8 ou 12 garrafas, enquanto o que já é apreciador costumeiro tem à disposição produtos para até 34 garrafas.”

Bom presente

Adega é um produto de apelo forte junto ao público masculino e atende às características de celebração da data dos pais, a qual ocorre durante o inverno, o que é mais uma motivação para apreciar a bebida. É um presente dos mais adequados, dada a variedade de modelos, como pode ser visto a seguir.

Electrolux

Possui seis modelos com design diferenciado para 8, 12, 24, 29, 34 e 48 garrafas. A adega de 29 garrafas preta (ACD29) tem duas portas, touch control, LED indicador do tipo de vinho e porta de vidro duplo. Tem 853 mm de altura, 485 mm de largura e 440 mm de profundidade. A de 34 garrafas (ACS34) é compacta e embutível. Tem painel de controle e display de temperatura externo, acabamento de aço inox, touch control e prateleiras ergonômicas e removíveis, com as mesmas medidas do produto para 29 garrafas.

Do portfólio, a maior adega é a que comporta 49 garrafas (WCI49), com acabamento em inox e uma porta. O produto conta com painel de controle e display de temperatura externo, prateleiras deslizantes, porta de vidro com proteção UV antitérmica e iluminação interna em LED. Altura, 889 mm x largura, 605 mm x profundidade, 605 mm.

Adega Electrolux de 29 garrafas preta (ACD29) – Preço sugerido em 22/04/2019: 3.599,00.

 

 

 

 

Midea

Possui uma linha com modelos de 8 e 12 garrafas com sistema eletrônico de refrigeração, até produtos de maior porte, como adegas de compressor para 24, 29 e 34 garrafas. Os modelos de 8 e 12 garrafas têm painel touch, trava de segurança, acabamento de inox, iluminação interior de LED e ajuste de temperatura, que varia de 8 °C a 18 °C. Contam com o sistema Peltier de resfriamento, tecnologia que não libera gases prejudiciais à camada de ozônio.

As adegas de 24, 29 e 34 garrafas têm sistema de refrigeração por compressor, portas de vidro espelhado e detalhes de inox, iluminação interna de LED, painel touch com controle de temperatura e baixo nível de ruído. Outros atributos comuns aos modelos são a trava do painel, que não permite o funcionamento da adega quando as portas estiverem abertas, o vidro duplo, que garante o isolamento térmico, e as prateleiras ergométricas removíveis.

Adega Midea 24 garrafas – Preço sugerido em 30/04/2019: R$ 1.999,00.

 

Philco

Trabalha com diversos tamanhos de adegas, desde 8 até 24 garrafas com dual zone, que armazenam vinhos brancos e tintos com temperaturas distintas. Um de seus destaques é a adega PH24DZ, com capacidade para 24 garrafas, controle eletrônico de temperatura para compartimentos separados (superior e inferior). Ajusta a temperatura entre 8 °C a 18 °C no compartimento superior e 12 °C a 18 °C no inferior.

A adega possui porta com vidro duplo, prateleiras cromadas, deslizantes e reguláveis, iluminação interna de LED, pés niveladores ajustáveis, baixo nível de ruído e baixo consumo de energia. É livre de CFC, ecologicamente correta e tem sistema de travamento e sistema termoelétrico de refrigeração.

Adega PH24DZ, da Philco: Preço sugerido em 03/05/2019: R$ 2.999,90.

 

Fonte: Revista Eletrolar News ed. 130

Compartilhe (Share)

Faça um comentário

ver todos comentários